SÊ BEM-VINDO ! SÊ BEM-VINDA ! YOU ARE WELCOME !

quarta-feira, 25 de abril de 2018

Zeca Afonso sempre, Fascismo nunca mais!


Faz um ano que inaugurou na Calçada da Glória uma exposição de homenagem a Zeca Afonso, por ocasião dos 30 anos do seu decesso.

Fomos convidados pela Associação José Afonso e pela Direção Municipal de Cultura/Departamento de Património Cultural da CML a pintar um painel celebrando não apenas as virtudes musicais de Zeca Afonso, mas principalmente o exemplo humano e militante que nos legou.

A oportunidade desta participação muito nos honrou. Ainda somos do tempo em que, nos anos de 1970, ouvíamos com respeito e admiração as canções revolucionárias de José Afonso em discos de vinil.

Considerando que andamos distantes da internet por ano e meio, mostramos hoje, pela primeira vez, o quadro que, modestamente, dedicamos a esse GRANDE SENHOR.

Abraços!

terça-feira, 24 de abril de 2018

Rumo ao Cabo Espichel



Guardamos boas memórias destas ruínas, por nós carinhosamente ornamentadas e aqui captadas pelo Google Street View. O momento da pintura ganhou presença num dos nossos mais afamados vídeos.

As latas atuaram em plena luz do dia, com automóveis a circular. Felizmente passavam a grande velocidade, numa estrada com reduzida berma. Ainda assim, houve quem parasse, recuasse e nos abordasse.

Quando chamaram a GNR, com destreza e sorte nós já déramos por concluído o desenho e escapávamos incólumes.

What we see here in Google Street View was painted in a shiny portuguese summer morning. The action was caught on camera and appears in one of our most succesfull videos.

We did it without permission. Someone called the police. They came but we were lucky that they didn't arrive fast enough to catch us.

What would be the problem, anyway. Doesn't the final result look beautiful?


domingo, 22 de abril de 2018

New Fighting Heroes


Ainda a primavera abre os olhos, despertando de um sono longo, e no seu bosque verdejante já se agrupa uma falange de mercenários pronta a invadir as ruas negras de pedra e asfalto.

quinta-feira, 19 de abril de 2018

Resistência


"[...] é certamente nesses contra fluxos, por tentar interromper uma linguagem urbana de poder, supostamente homogênea que a street art provoca, comumente, ações de resistência e de negação. O graffiti e a PiXação são, por excelência, ruídos na semântica urbana."

Glória Diógenes e Alessandra Oliveira

quarta-feira, 18 de abril de 2018

Síria: armas químicas ou de intoxicação massiva?


"Não é justo, equilibrado, sensato o Presidente Macron, ao lado dos altos dignitários sauditas, ameaçar a Síria, sabendo-se que, em termos de respeito pelos direitos humanos, o reino saudita configura umas das mais tenebrosas ditaduras que faz rolar a cabeça dos seus opositores.

Quem se esqueceu da exibição de Trump do cheque de centenas de milhares de milhões de dólares de armamento vendido à A. Saudita? Great!, disse ele eufórico.

E a Arábia Saudita está metida até às orelhas no apoio aos “rebeldes” sunitas jiadistas que combatiam em Ghouta e continuam a combater noutras regiões da Síria.

[...]

No Médio Oriente há uma luta tremada entre o Irão e a Arábia Saudita e os seus respetivos apoios internacionais (Rússia e EUA/Ocidente).

A vitória síria/russa pode ser importante no quadro de uma solução global ou ser o início de um conflito alargado a toda a região com o envolvimento cada vez mais alargado da Turquia. É preciso que as armas se calem na Síria, no Iémen, na Palestina e que as negociações por mais difíceis que sejam substituam misseis novos ou velhos, feios ou bonitos.

[...]

A guerra no Afeganistão dura há quarenta anos e por lá já passaram soviéticos, norte-americanos e soldados da NATO… A Síria não deve correr esse risco."

Domingos Lopes


terça-feira, 17 de abril de 2018

Quem se deixe enganar


"São tão simples os homens, e obedecem tanto às necessidades presentes, que aquele que engana encontrará sempre quem se deixe enganar."

Niccolò Machiavelli

segunda-feira, 16 de abril de 2018

Novamente bombardear a Síria


Donald Trump (Estados Unidos da América), Theresa May (Inglaterra) e Emmanuel Macron (França) anunciaram sem pudor e com orgulho assassino que na madrugada de 14 de abril as suas Forças Armadas em conjunto fizeram desabadar sobre os arredores de Damasco, capital da Síria, mais de 100 mísseis mortíferos. Alegadamente, o intuito era destruir parte do arsenal químico daquele país.

Este ataque a uma nação soberana é ilegal à luz do Direito Internacional, imoral e cinicamente justificado por mentiras.

No momento em que o governo legítimo da Síria dá sinais de cada vez mais controlar a guerra civil, que desde há vários anos alastrou-se e arrasou o país sob patrocínio e apoio, entre outros, de países europeus, o verdadeiro objetivo destes bombardeamentos é precisamente o de retardar o fim da guerra, reacendendo-a. Em última análise, pretende-se enfraquecer o governo legítimo de Bashar al-Assad e a autoridade dos países que o apoiam: o Irão, a Rússia e mesmo a China.

domingo, 15 de abril de 2018

Seguro de vida


Our dangerous practice of climbing high places made us think of signing a life insurance contract. We didn't go further because the insurance company wanted to write into the policy "Street Art" as a specific exclusion to limit their liability.